quinta-feira, 3 de janeiro de 2013

Lua Serena

Alva e resplandecente, és tu lua de verão
Brilhas a mim com as estrelas
De longe avisto teu clarão

Vento morno no meu rosto
balança meus longos cabelos
Quero andar baixo tua tua luz
no brilho do teu apelo

Lua linda, lua serena
quem em ti pôs os pés no céu
lua cheia da noite quente
no teu brilho não há labéu.

Inspiração da jovem poeta
escrevendo à luz da lua
poderias ser muito mais vista
se não fosse a luz da rua.


fev 2006


Nenhum comentário:

Postar um comentário